Eles revelam o segredo das esculturas fenícias

Eles revelam o segredo das esculturas fenícias

Apesar de serem exibidas em museus de todo o mundo, as esculturas de marfim de 3.000 anos atrás guardavam um segredo que agora foi revelado: foram pintados com pigmentos coloridos e decorados com ouro.

Após as análises químicas realizadas no Esculturas fenícias mostraram conter vestígios de metais invisíveis a olho nu. Esses metais foram encontrados em pigmentos usados ​​nos tempos antigos, como o azul de cobre egípcio e a hematita à base de ferro. "O marfim não costuma conter essas substâncias", explica Ina Reiche, química do Laboratório de Arqueologia Molecular e Estrutural, de Paris.

Especialistas suspeitaram que Esculturas fenícias podem ter sido originalmente pintadas mas até agora, nenhum estudo foi realizado para realmente provar isso. A equipe liderada por Reiche usou um método baseado em raios-X que mostrou a distribuição espacial da distribuição não observável ao olho humano.

Nasci em Madrid em 27 de agosto de 1988 e desde então comecei uma obra da qual não há exemplo. Fascinado por números e letras e amante do desconhecido, sou um futuro graduado em Economia e Jornalismo, interessado em entender a vida e as forças que a moldaram. Tudo fica mais fácil, mais útil e mais emocionante se, olhando para o nosso passado, pudermos melhorar o nosso futuro e para isso… História.


Vídeo: Arte fenicia