Decifre um novo fragmento dos Manuscritos do Mar Morto

Decifre um novo fragmento dos Manuscritos do Mar Morto

No Gênese a parte 9 descreve uma história de longa data:

“E os filhos de Noé que saíram da arca foram Sem, Cão e Jafé; E Cão é o pai de Canaã. Estes três são os filhos de Noé, e toda a terra se encheu deles. Então Noé começou a cultivar a terra e plantou uma videira; e ele bebeu do vinho, e embriagou-se, e descobriu-se no meio da sua tenda. E Cão, o pai de Canaã, viu a nudez de seu pai e disse a seus dois irmãos do lado de fora. Então Sem e Jafé tomaram as roupas, e as colocaram nos próprios ombros, e andando de costas, cobriram a nudez de seu pai, virando o rosto, e assim não viram a nudez de seu pai. E Noé acordou de sua embriaguez e soube o que seu filho mais novo lhe fizera e disse: Maldito seja Canaã; Ele será um servo dos servos de seus irmãos. Ele disse mais: Bendito pelo Senhor meu Deus seja Shem, e Canaã seja seu servo. Deus engrandece Jafé, e habita nas tendas de Sem, e deixa Canaã ser seu servo. E Noé viveu depois do dilúvio trezentos e cinquenta anos.

Porque os africanos eram considerados descendentes de Ham, Eu sei justificou sua escravidão por séculos. Mas agora com a ajuda de avanços tecnológicos, três especialistas em hebraico conseguiram decifrar parte da leitura do Pergaminhos do Mar Morto que contradizem a maldição.

O professor Eliseo Qimron enviou a fotografia do fragmento a Hanan Ariel e Alexey Yuditsky, dois de seus assistentes, para que cada um pudesse decifrá-la separadamente e pudesse contrastar as conclusões de forma mais eficaz. Por meio de sua tradução, eles chegaram à conclusão de que Canaã invadiu uma terra que não era sua e essa foi a razão pela qual seus descendentes foram banidos, não como uma maldição pelo que seu pai fez.

Esta interpretação também é conhecida pela livro apócrifo dos jubileus que sobreviveu na língua sagrada etíope Gez e em grego.

Nasci em Madrid em 27 de agosto de 1988 e desde então comecei uma obra da qual não há exemplo. Fascinado por números e letras e amante do desconhecido, sou um futuro graduado em Economia e Jornalismo, interessado em compreender a vida e as forças que a moldaram. Tudo fica mais fácil, mais útil e mais emocionante se, olhando para o nosso passado, pudermos melhorar o nosso futuro e para isso… História.


Vídeo: Qumram e os Manuscritos do Mar Morto