Uma necrópole com 824 tumbas será destruída em Vicálvaro

Uma necrópole com 824 tumbas será destruída em Vicálvaro

Durante as obras de urbanização em 2010 do bairro Los Ahijones, em Vicálvaro, Uma necrópole visigótica com 824 tumbas e restos mortais de 1.500 indivíduos foi desenterrada pertencente à época entre os séculos V e VII. Mas agora, em 2013, esta parte da história será destruído porque o governo regional assim o decidiu, argumentando que falta relevância suficiente para mantê-lo.

Em 2010 a intervenção arqueológica e passamos a escavar neste local permitindo que os restos fossem extraídos e documentados. Os restos metálicos e cerâmicos encontrados foram transferidos para o Museu Arqueológico regional, porém, os ossos humanos aguardam uma decisão que terá duas saídas, enterrando-os em outro local ou destruindo-os. A necrópole será, portanto, destruída para a construção de novas ruas e parques em um bairro onde, após a mudança de apenas 5% de suas terras, o local foi trazido à luz.

Ignacio Muñoz, diretor regional do Patrimônio Histórico, justificou esse fato explicando que Não é um sítio excepcional, pois existem outros 60 em toda a região da mesma época e preservados em melhores condições. que foram adaptados como museu, mas no caso do Vicálvaro os túmulos são mais precários.

Pode ser um dos maior necrópole de toda a região em que suas sepulturas estavam localizadas a 30 centímetros de profundidade e mediam entre 160 e 170 centímetros de comprimento.

Os visigodos Eles enterraram seus mortos em lugares remotos da população, então suspeita-se que talvez a alguns quilômetros de distância um enclave intensamente habitado teria sido localizado, uma vez que a necrópole é grande.

Nasci em Madrid em 27 de agosto de 1988 e desde então comecei uma obra da qual não há exemplo. Fascinado por números e letras e amante do desconhecido, sou um futuro graduado em Economia e Jornalismo, interessado em compreender a vida e as forças que a moldaram. Tudo fica mais fácil, mais útil e mais emocionante se, olhando para o nosso passado, pudermos melhorar o nosso futuro e para isso… História.


Vídeo: Puerta de Vicálvaro