Nicotina encontrada em múmias chilenas

Nicotina encontrada em múmias chilenas

Ao analisar o cabelo de múmias pertencentes à cidade de San Pedro de Atacama no Chile, observou-se que eles mantinham um hábito relacionado à nicotina desde pelo menos 100 a.C.

o consumo de nicotina Foi produzido independentemente do status social que o indivíduo possuía, portanto, foi consumido tanto por ricos quanto por pobres. A riqueza das múmias pôde ser verificada graças à infinidade de objetos funerários que foram encontrados em seus túmulos e, desta forma, através da quantidade e tipo destes foi possível determinar o status social de cada um.

No estudo de cabelo de 56 múmias Foi observado que 35 deles tinham traços de nicotina. Existe uma crença generalizada de que eles também tomaram alucinógenos, algo que aparentemente foi demonstrado por essa mesma pesquisa não ser verdade. Pensa-se que os xamãs usavam alucinógenos para curar doenças, enfermidades ou para se conectar com deuses e espíritos do além.

Porém, na pesquisa realizada nenhum traço de alucinógenos foi encontrado no cabelo das múmias, o que pode significar que a suposição não é verdadeira ou que seu uso não foi tão difundido como se pensava anteriormente.

Imagem: Pierre cb na Wikipedia

Nasci em Madrid em 27 de agosto de 1988 e desde então comecei uma obra da qual não há exemplo. Fascinado por números e letras e amante do desconhecido, sou um futuro graduado em Economia e Jornalismo, interessado em entender a vida e as forças que a moldaram. Tudo fica mais fácil, mais útil e mais emocionante se, olhando para o nosso passado, pudermos melhorar o nosso futuro e para isso… História.


Vídeo: FUMANTES PODEM TER EFEITO PROTETOR CONTRA A COVID-19, DIZEM PESQUISADORES