Tesouro arqueológico extraído ilegalmente devolvido ao Peru

Tesouro arqueológico extraído ilegalmente devolvido ao Peru

Um homem que tentava vender ilegalmente um objeto arqueológico online estava descoberto pela polícia suíça. O homem nascido em Genebra estava tentando vender uma jarra que provavelmente tinha sido extraído ilegalmente durante as escavações realizadas nos vales de Chillón, Chancay e Huaura ao norte de Lima.

Após a intervenção, o jarro do período Chancay pré-colombiano dos séculos XII e XV foi devolvido à embaixada peruana.

Em relação a pessoa que tentou vender o tesouro arqueológico, escondida sob um pseudônimo, ela foi acusada de posse de bens roubados e de violar uma lei que proíbe a transferência de bens culturais e pode pegar até cinco anos de prisão.

Nasci em Madrid em 27 de agosto de 1988 e desde então comecei uma obra da qual não há exemplo. Fascinado por números e letras e amante do desconhecido, sou um futuro graduado em Economia e Jornalismo, interessado em entender a vida e as forças que a moldaram. Tudo fica mais fácil, mais útil e mais emocionante se, olhando para o nosso passado, pudermos melhorar o nosso futuro e para isso… História.


Vídeo: El Museo Inka