Descobertas romanas no trecho AVE Alicante-Valência

Descobertas romanas no trecho AVE Alicante-Valência

No distrito de La Encina (Alicante) foi descoberto no ano passado, durante as obras do futuro ramal do trem de alta velocidade AVE, a sítio arqueológico que até hoje continua a dar surpresas.

A última descoberta, perto da Via Augusta de 2.000 anos atrás, foi o que poderia ser uma espécie de mansão que tinha uma função de pousada para ser usada por militares, mercadores, políticos e viajantes. Este tipo de pousadas, cujo sustento era feito pelo Império, foram construídas próximas às estradas romanas e separadas umas das outras por 30 quilômetros de distância.

A empresa encarregada da execução das obras teve de alterar o seu planeamento, visto que um troço da via romana invade cerca de 25 metros do terreno onde foi pensado construir o layout do AVE Alicante-Valencia.

Além desta pousada, eles encontraram importantes vestígios da Idade do Bronze. Ainda não se sabe o que acontecerá finalmente com as descobertas, uma vez que as investigações sejam concluídas, pois o Ministério da Cultura aguarda o recebimento dos relatórios finais dos técnicos.

Nasci em Madrid em 27 de agosto de 1988 e desde então comecei uma obra da qual não há exemplo. Fascinado por números e letras e amante do desconhecido, sou um futuro graduado em Economia e Jornalismo, interessado em entender a vida e as forças que a moldaram. Tudo fica mais fácil, mais útil e mais emocionante se, olhando para o nosso passado, pudermos melhorar o nosso futuro e para isso… História.


Vídeo: Día de trenes en Tarragona