México recupera esculturas da Universidade de Miami

México recupera esculturas da Universidade de Miami

O governo anunciou que o O Museo de México recuperou três esculturas que a Universidade de Miami possuído ilegalmente. Entre esses objetos arqueológicos está o "Cabeça de cobra”, Uma escultura de basalto datada de 900 a 1200 DC, nas Terras Altas da Mesoamérica Central. Esses restos chegam a 39,9 x 85 centímetros.

Também foi recuperado "Tlaloc, o deus da chuva”, Um pedaço de basalto pertencente ao segundo século depois de Cristo que mede 71 x 40,6 cm.

O terceiro trabalho é sobre o “Nobre ou padre”, Criado entre 200 AC. e 600 DC, também feito de basalto, vem da costa do Golfo do México e mede 1,46 metros de altura.

Os pesquisadores mostram que estes restos estão relacionados com as operações ilegais de Leonardo Augustus Pattersondisse o chanceler mexicano em um comunicado. "Patterson está atualmente sob custódia na Espanha e é acusado de tráfico ilegal de antiguidades"Ele adicionou.

o a devolução das obras ocorreu no dia 15 de agosto em colaboração com o Lowe Art Museum, UM, que ajudou a esclarecer que os itens foram levados ilegalmente.

Atualmente estou estudando Jornalismo e Comunicação Audiovisual na Universidade Rey Juan Carlos, o que me tem inclinado para a vertente internacional, incluindo o estudo de línguas. Por isso não descarto a dedicar-me ao ensino. Também gosto de praticar exercício físico e passar bons momentos a conversar com os meus conhecidos e com gente nova. Por último, gosto de viajar para conhecer a autêntica cultura de cada região do mundo, embora admita que antes Preciso saber o máximo possível sobre o lugar que vou visitar, para aproveitar ao máximo a experiência.


Vídeo: Perturbadoras Imágenes: hombre prende en fuego a su pareja e intenta huir a México