O desaparecimento dos neandertais não foi devido à inferioridade genética

O desaparecimento dos neandertais não foi devido à inferioridade genética

o cruzamento de humanos modernos e neandertais é a causa mais provável do desaparecimento deste último. Ou, pelo menos, é o que pensam dois pesquisadores da Universidade do Colorado e da Universidade de Leiden (Holanda).

Paola Villa, do Colorado, explica que os neandertais desapareceram logo após o surgimento do homem moderno na Eurásia, por volta de 40.000 aC. Até agora, as teorias sobre esse fenômeno se baseavam na hostilidade entre humanos e neandertais, e na superioridade genética dos primeiros, o que os levou a desenvolver armas mais avançadas e estratégias de sobrevivência mais sofisticadas. Também foi teorizado que os neandertais tinham uma capacidade menor para linguagem complexa e viviam em grupos menores (e, portanto, mais vulneráveis).

No entanto, a análise de restos de DNA encontrados em fósseis de Neandertal e humanos sugere que suas diferenças eram menores do que se pensava anteriormente. Além disso, a tecnologia e as técnicas dos neandertais eram inferiores às dos humanos europeus modernos, mas não às dos africanos (que sobreviveram). E, precisamente, o fato de as diferenças de DNA entre as duas espécies serem tão pequenas poderia ser explicado pela reprodução entre as duas.

O artigo é intitulado ‘Neanderthal Demise: An Archaeological Analysis of the Modern Human Superiority Complex’, e foi publicado na revista de acesso aberto PLOS ONE.


Vídeo: Discovery Channel - Neandertais Dublado HD