Fogos de Oia revelam um novo sítio arqueológico

Fogos de Oia revelam um novo sítio arqueológico

O desaparecimento da vegetação que cobria O Rosal Y Oia no verão após o terrível incêndio, descobriu um novo sítio arqueológico em Oia. Um dos onze moradores ainda cadastrados no município, José Pérez Pérez, 72; foi ele quem encontrou o local enquanto suas ovelhas pastavam.

José Pérez informou o pedreiro e estudioso Xabier Garrido, que por sua vez avisou a Direcção-Geral do Património para que as obras não danificassem o local, mas ninguém lhe respondeu.

Francisco Javier Costas Goberna, do Instituto de Estudios Vigueses, também se aprofunda na necessidade de interromper as obras do Monte Carboeira até que a nova jazida seja analisada. Costas tem duas ideias claras, a primeira, na qual descarta que se trate de castro devido à ausência de fosso de entrada e a um importante sistema defensivo; e que é um novo sítio arqueológico, que ainda não pode ser datado ou qualificado.

Imagem: ManDLeaf na Wikimedia

Madrilena ou Cantábrica. Calculadora ou impulsiva. Sonhador ou realista. 23 ou 12 anos. Futebol ou lojas. Jornalismo verdadeiro: é preciso conhecer a fundo a história, é a única maneira de não cometer os mesmos erros do passado


Vídeo: Isto desafia a crença, Ninguém sabe como foi feito!