Eles investigam restos de cerâmica anteriores ao Reino das Astúrias encontrados em Gauzón

Eles investigam restos de cerâmica anteriores ao Reino das Astúrias encontrados em Gauzón

Um grupo de arqueólogos trabalhando na recuperação do restos do castelo de Gauzón (Castrillón), tem-se centrado na investigação de vários vestígios de cerâmica encontrados na área e que pertencem aos séculos VI, VII e início do VIII, anteriores ao reino das Astúrias.

«São as cerâmicas que se faziam aqui antes de termos o reino das Astúrias e isso é fundamental porque são muito difíceis de encontrar, e vão ajudar-nos a explicar como viveu a população nesses séculos, o que pode trazer muitas novidades.«, Explicou Iván Muñiz, codiretor da obra.

Em Junho, vai dar início a mais uma campanha de recuperação e consolidação, esta parte do projecto vai incidir na recuperação dos quartos onde viveram os reis das Astúrias.

A restauração continuará a ser importante e “musealização”, Principalmente na parte nobre do castelo, zona onde viviam os reis e a aristocracia.

Parece que teste de carbono 14 indicam que o complexo de quartos encontrado na campanha anterior foi usado pelo rei Alfonso III. Os investigadores consideram que o castelo foi destinado a personagens pertencentes à classe social mais elevada e se lembrarmos que Afonso III foi um dos grandes promotores das reformas da fortaleza, podemos supor que nele residiu.

Madrilena ou Cantábrica. Calculadora ou impulsiva. Sonhador ou realista. 23 ou 12 anos. Futebol ou lojas. Jornalismo verdadeiro: é preciso conhecer a fundo a história, é a única maneira de não cometer os mesmos erros do passado


Vídeo: Vasos feito de Telha #façavocêmesmo #DIY