8 de outubro de 1943

8 de outubro de 1943

8 de outubro de 1943

Guerra no ar

Oitava missão de bombardeiro pesado da Força Aérea No. 111: 174 bombardeiros enviados para atacar áreas industriais em Bremen, 55 para atacar estaleiros de submarinos em Vegesack e 170 para atacar a cidade de Bremen. Trinta aeronaves perdidas.

Guerra no mar

Submarinos alemães U-419 e U-610 afundados no Atlântico Norte

Submarino alemão U-643 afundado ao sul da Islândia

Japão

Tojo assume os Ministérios do Comércio e Indústria



Campo de extermínio

Nossos editores irão revisar o que você enviou e determinar se o artigo deve ser revisado.

Campo de extermínio, Alemão Vernichtungslager, Campo de concentração nazista alemão especializado na aniquilação em massa (Vernichtung) de pessoas indesejadas no Terceiro Reich e territórios conquistados. As vítimas dos campos eram em sua maioria judeus, mas também incluíam roma (ciganos), eslavos, homossexuais, supostos deficientes mentais e outros. Os campos de extermínio desempenharam um papel central no Holocausto.

Os principais campos estavam na Polônia ocupada pelos alemães e incluíam Auschwitz, Belzec, Chelmno, Majdanek, Sobibor e Treblinka. Em seu auge, o complexo de Auschwitz, o mais notório dos locais, abrigava 100.000 pessoas em seu campo de extermínio (Auschwitz II ou Birkenau). Suas câmaras de gás venenoso podiam acomodar 2.000 de uma só vez e 12.000 podiam ser gaseadas e incineradas todos os dias. Os prisioneiros considerados aptos foram inicialmente usados ​​em batalhões de trabalhos forçados ou em tarefas de genocídio até serem virtualmente trabalhados até a morte e depois exterminados.

A criação desses campos de extermínio representou uma mudança na política nazista. Começando em junho de 1941 com a invasão alemã da União Soviética, os judeus nas áreas recém-conquistadas foram presos e levados para locais de execução próximos, como Babi Yar, na Ucrânia, e mortos. Inicialmente, unidades móveis de extermínio foram usadas. Esse processo inquietava as populações locais e também dificultava a manutenção das unidades. A ideia do campo de extermínio era reverter o processo e ter vítimas móveis - transportadas por ferrovia para os campos - e centros de extermínio fixos onde um grande número de vítimas poderia ser assassinado por um número muito reduzido de pessoal. Por exemplo, o pessoal de Treblinka era 120, com apenas 20-30 membros pertencentes à SS, o corpo paramilitar nazista. O pessoal da Belzec era 104, com cerca de 20 SS.

A morte em cada um dos centros foi com gás venenoso. Chelmno, o primeiro dos campos de extermínio, onde a gasificação começou em 8 de dezembro de 1941, empregava vans de gás cujo monóxido de carbono exauria os passageiros asfixiados. Auschwitz, o maior e mais letal dos campos, usava o Zyklon-B.

Majdanek e Auschwitz também eram centros de trabalho escravo, enquanto Treblinka, Belzec e Sobibor se dedicavam exclusivamente à matança. Os nazistas assassinaram entre 1,1 milhão e 1,3 milhão de pessoas em Auschwitz, 750.000–900.000 em Treblinka e pelo menos 500.000 em Belzec durante seus 10 meses de operação. A esmagadora maioria das vítimas eram judeus. Treblinka, Sobibor e Belzec foram fechados em 1943, sua tarefa concluída quando os guetos da Polônia foram esvaziados e seus judeus mortos. Auschwitz continuou a receber vítimas de toda a Europa até que as tropas soviéticas se aproximaram em janeiro de 1945.


Um campo de concentração nazista visto de uma vila próxima. A fumaça é de uma pira de cadáveres em chamas - Majdanek, Polônia, outubro de 1943 [1613x1200]

Oi!
Como esperamos que você possa perceber, o Holocausto pode ser um assunto muito difícil de lidar. Embora não queiramos restringir a discussão, também permanecemos muito conscientes de que tópicos dessa natureza podem atrair o tipo muito errado de respostas, e é uma triste verdade que, no reddit, a negação total do Holocausto pode muitas vezes mostrar sua cara feia. Como tal, os mods r / History criaram esta breve visão geral. Não se destina a abafar uma discussão posterior, mas simplesmente expor as verdades básicas incontestáveis ​​para tirá-las do caminho.

O Holocausto refere-se às mortes genocidas de 5-6 milhões de judeus europeus realizadas sistematicamente pela Alemanha nazista como parte de políticas direcionadas de perseguição e extermínio durante a Segunda Guerra Mundial. Alguns historiadores também incluirão as mortes de ciganos, comunistas, deficientes mentais e outros grupos visados ​​pelas políticas nazistas, o que eleva o número total de mortes para

11 milhões. Os debates sobre se o Holocausto inclui ou não essas mortes é uma questão de definição, mas de forma alguma uma reflexão sobre a disputa de que elas ocorreram.

Infelizmente, existe uma pequena, mas vocal, minoria de pessoas que se enquadram na categoria de Negação do Holocausto, tentando minimizar as mortes por ordens de magnitude, contestar fatos comprovados ou mesmo alegar que o Holocausto é inteiramente uma invenção e nunca aconteceu . Embora muitas vezes se autodenominem & quotRevisionistas & quot, eles não são descritos corretamente pelo título. Embora o revisionismo não seja inerentemente um palavrão, revisão real, para citar Michael Shermer, & quotencontra o refinamento do conhecimento detalhado sobre os eventos, raramente a negação completa dos próprios eventos e, certamente, não a negação da acumulação de eventos conhecidos como Holocausto. & quot

É absolutamente verdade que se você lesse um livro escrito por volta de 1950, encontraria informações que qualquer estudioso decente hoje poderia rejeitar, e isso é o resultado de um bom revisionismo. Mas essas mudanças, que até podem ser bastante grandes, como a reavaliação das mortes em Auschwitz de

1 milhão, são feitos dentro dos limites de estudos acadêmicos respeitados e refletem décadas de trabalho que se baseia no trabalho de estudiosos anteriores e certamente não desconsidera intencionalmente evidências e lembranças documentadas. Ainda há muitas questões dentro dos Estudos do Holocausto que são debatidas por estudiosos, e pode haver mais por aí para descobrirmos e revisarmos, mas quando se trata dos fatos básicos, simplesmente não há nenhum argumento válido contra eles.

Começando com sua ascensão ao poder na década de 1930, o Partido Nazista, liderado por Adolf Hitler, implementou uma série de políticas antijudaicas na Alemanha, marginalizando cada vez mais os judeus dentro da sociedade, privando-os de sua riqueza, meios de subsistência e dignidade. Com a invasão da Polônia em 1939, o número de judeus sob controle nazista chegou a milhões, e esse número aumentaria novamente com a invasão da União Soviética em 1941. Logo após a invasão da Polônia, os alemães começaram a confinar os judeus população em guetos esquálidos. Depois de vários planos sobre como livrar a Europa dos judeus que se mostraram inviáveis, na época da invasão da União Soviética em 1941, considerações ideológicas (anti-semitismo) e pragmáticas (recursos) fizeram com que os assassinatos em massa se tornassem a única opção viável em as mentes da liderança nazista. Primeiramente praticado apenas na URSS, foram grupos influentes como a SS e a administração do Governo Geral que pressionaram para expandir as operações de extermínio para toda a Europa e, em algum momento no final de 1941, receberam a aprovação de Hitler.

As primeiras mortes foram realizadas principalmente pelos Einsatzgruppen, grupos paramilitares organizados sob a égide das SS e com a tarefa de executar os assassinatos em massa de judeus, comunistas e outros & # x27elementos indesejáveis ​​& # x27 na esteira do avanço militar alemão & # x27s. No que costuma ser denominado de & # x27Holocaust por Bullet & # x27, o Einsatzgruppen, com a ajuda da Wehrmacht, do SD, da Polícia de Segurança, bem como de colaboradores locais, matariam cerca de dois milhões de pessoas, mais da metade delas judias. A maioria dos assassinatos foi realizada com fuzilamentos em massa, mas outros métodos, como caminhões de gás - destinados a poupar os assassinos do trauma de atirar em tantas pessoas dia após dia - também foram utilizados.

No início de 1942, a & quot Solução Final & quot para a chamada & quotQuestão Judaica & quot foi essencialmente finalizada na Conferência de Wannsee sob a direção de Reinhard Heydrich, onde o plano para eliminar a população judaica da Europa usando uma série de campos de extermínio montados na Polônia ocupada foi apresentados e recebidos com aprovação.

A construção de campos de extermínio já havia começado no outono anterior, e o extermínio em massa, principalmente como parte da & # x27Operation Reinhard & # x27, começou a operar na primavera de 1942. Aproximadamente 2 milhões de pessoas, quase todos homens, mulheres e crianças judeus, foram imediatamente gaseado na chegada a Bełżec, Sobibór e Treblinka nos dois anos seguintes, quando esses campos & quotReinhard & quot foram fechados e arrasados. Mais vítimas teriam seu destino em campos de extermínio adicionais como Chełmno, mas mais infame em Auschwitz-Birkenau, onde pouco mais de 1 milhão de pessoas, a maioria judeus, morreram. De acordo com o plano estabelecido em Wannsee, os extermínios dificilmente se limitaram aos judeus da Polônia, mas os judeus de toda a Europa foram cercados e enviados para o leste por ferrovia como gado para o matadouro. Embora as vítimas dos campos de Reinhard tenham sido enterradas originalmente, mais tarde seriam exumadas e cremadas, e a cremação das vítimas era o procedimento normal em campos posteriores, como Auschwitz.

Havia dois tipos principais de campos administrados pela Alemanha nazista, o que às vezes é uma fonte de confusão. Os campos de concentração eram meios bem conhecidos de controle extrajudicial implementados pelos nazistas logo após a tomada do poder, começando com a construção de Dachau em 1933. Oponentes políticos de todos os tipos, não apenas judeus, podiam ser presos nesses campos durante os anos anteriores à guerra e, embora as condições fossem frequentemente brutais e sórdidas, e numerosas mortes ocorressem por maus tratos, geralmente não eram uma sentença de morte e a população flutuava muito. Embora campos de concentração estavam mais tarde fez parte da & # x27Final Solution & # x27, seu propósito não era como centros de extermínio imediatos. Alguns eram & # x27 estações de passagem & # x27, e outros eram campos de trabalho, onde a Alemanha pretendia extrair até a última gota de produtividade deles por meio do que era conhecido como & quotexterminação por meio de trabalho & quot. Judeus e outros elementos indesejáveis, se considerados saudáveis ​​o suficiente para trabalhar, poderiam ser poupados por um tempo e "autorizados" a trabalhar como escravos até que sua utilidade chegasse ao fim.

Embora alguns campos de concentração, como Mauthausen, incluíssem pequenas câmaras de gás, o gaseamento em massa não era o objetivo principal do campo. Muitos campos, ficando extremamente superlotados, resultaram na morte de dezenas de milhares de habitantes devido ao surto de doenças como tifo ou fome, que as administrações dos campos pouco fizeram para prevenir. Bergen-Belsen, que não era um campo de trabalho, mas antes servia como uma espécie de estação intermediária para os prisioneiros dos sistemas de campo em movimento, é talvez um dos mais infames dos campos nesta contagem, viu cerca de 50.000 mortes causadas pelas condições . Freqüentemente localizados no Reich, os campos liberados pelas forças ocidentais eram exclusivamente campos de concentração, e muitos testemunhos de sobreviventes vêm desses campos.

Os campos de concentração são contrastados com os campos de extermínio, que foram construídos com o propósito de matar em massa, com grandes câmaras de gás e, mais tarde, crematórios, mas com pouca ou nenhuma instalação para os reclusos. Freqüentemente, eles estavam disfarçados com falsas fachadas para acalmar os recém-chegados com uma falsa sensação de segurança, embora os rumores fossem abundantes sobre o destino que aguardava os deportados. Quase todas as chegadas foram mortas ao chegar a esses campos e, em muitos casos, o número de sobreviventes contava com um dígito, como em Bełżec, onde apenas sete judeus, forçados a ajudar na operação do campo, estavam vivos após a guerra.

Vários acampamentos, entretanto, eram & # x27Hybrids & # x27 de ambos os tipos, o mais famoso sendo Auschwitz, que era um vasto complexo de subcampos. A infame & # x27 seleção & # x27 de prisioneiros, conduzida por médicos da SS na chegada, significava vida ou morte, com aqueles considerados inadequados para o trabalho imediatamente gaseados e os mais saudáveis ​​e robustos recebendo pelo menos uma suspensão temporária. A contagem de mortes em Auschwitz chegou a cerca de 1 milhão, mas também é a fonte de muitos testemunhos de sobreviventes.

Examinar as evidências peça por peça levaria mais espaço do que temos aqui, mas basta dizer que há muitas evidências, e não apenas (montanhas de) depoimentos de sobreviventes. Temos testemunhos e escritos de muitos que participaram, bem como documentação alemã dos programas. Este site cataloga algumas das evidências que temos para o extermínio em massa no que se refere a Auschwitz. Abaixo, você encontrará uma pequena lista de excelentes trabalhos que devem ajudar a apresentá-lo aos vários aspectos do estudo do Holocausto.


Este mês na história da física


Foto: wikimedia commons / acroterion

O primeiro forno de micro-ondas Radarange pesava mais de 300 kg, precisava ser resfriado com água e custava US $ 52.000 em dólares de hoje. Este modelo foi instalado no navio de carga Savannah, movido a energia nuclear.

Em janeiro de 1947, os passageiros do Grand Central Terminal de Nova York notaram uma máquina de venda automática de fast-food, a Speedy Weeny, que oferecia cachorros-quentes preparados em uma nova invenção: o forno de micro-ondas. Agora um elemento básico da cozinha moderna, foi ideia de Percy Spencer, um menino de fazenda autodidata do Maine com uma curiosidade insaciável sobre como o mundo funciona.

Nascido em Howland, Maine, em 1894, Spencer tinha apenas 18 meses quando seu pai morreu. Sua mãe, incapaz de lidar como mãe solteira, deixou a educação do menino para sua tia e tio. O tio de Spencer morreu quando ele tinha sete anos, então ele e sua tia começaram a viajar pela Nova Inglaterra, ela trabalhando como tecelão itinerante e ele trabalhando em todos os bicos que conseguia encontrar. Mais tarde, ele lembrou que teve de “resolver [sua] própria situação” durante aquele período difícil, e que a resiliência e a “engenhosidade ianque” o ajudaram muito na vida.

Sua educação também era intermitente e, na quinta série, ele abandonou completamente a escola para trabalhar em uma fábrica. Quando uma fábrica de papel local decidiu instalar eletricidade quatro anos depois, ele se ofereceu para ajudar a instalar o novo sistema, embora não soubesse nada sobre o assunto e tivesse apenas dezesseis anos. Por meio de uma combinação de experimentação e debruçado sobre livros didáticos à noite, ele acabou se tornando um eletricista altamente qualificado.

Inspirado pelas ações heróicas dos operadores de rádio a bordo do naufrágio do Titanic em 1912, Spencer se interessou pela nova tecnologia sem fio. Ele se juntou à Marinha para se tornar um operador de rádio, estudando trigonometria, cálculo, química, física e metalurgia em seu tempo livre. “Acabei de comprar um monte de livros didáticos e aprendi sozinho enquanto estava de vigia à noite”, lembrou ele mais tarde. Quando a Primeira Guerra Mundial terminou, ele se juntou à incipiente American Appliance Company (posteriormente alterada para Raytheon), fundada pelo físico Charles Smith e os engenheiros Lawrence Marshall e Vannevar Bush.

No início de sua carreira de pesquisador na empresa, ele percebeu um pequeno vazamento em um de seus tubos fotoelétricos. Normalmente os cientistas descartavam esses tubos como defeituosos, mas Spencer estava curioso sobre o que poderia estar acontecendo. Ele descobriu que o vazamento na verdade aumentou a eficiência do tubo - um insight que provou ser uma etapa crítica no desenvolvimento das câmeras de televisão.

Em seguida, estourou a Segunda Guerra Mundial e a empresa tornou-se responsável pela construção de protótipos de equipamentos de radar de combate para o esforço de guerra. Como resultado, a divisão de tubos de Spencer na Raytheon cresceu de 15 funcionários para mais de 5.000. No início do século 20, um inventor alemão chamado Christian Hulsmeyer percebeu que as ondas de rádio refletidas podiam revelar a direção e o alcance dos navios próximos, uma proteção útil para evitar colisões portuárias. A pesquisa em tempo de guerra deu origem ao magnetron de cavidade, um tubo de alta frequência com múltiplas cavidades ressonantes embutidas para a produção de um feixe de micro-ondas de alta potência. O magnetron permitiu que os sistemas de radar britânicos localizassem bombardeiros alemães se aproximando.

Spencer descobriu como produzir em massa os magnetrons nesses sistemas. Originalmente, as cavidades tinham que ser usinadas em cobre sólido; um maquinista habilidoso levou semanas para completar apenas uma. Mas Spencer encontrou uma maneira muito melhor: adaptou uma máquina para estampar finas seções transversais do metal, empilhou-as e fundiu-as para formar a cavidade por meio de um forno com uma esteira rolante.

O radar ajudou a vencer a guerra e, por seu sistema de montagem de cavidades de micro-ondas, que aumentou muito a produção, Spencer recebeu a maior homenagem civil da Marinha: o Prêmio de Distinção de Serviço Público.

Materiais de aquecimento com ondas eletromagnéticas de alta frequência foram propostos pela primeira vez em 1934, com base em pesquisas no Bell Labs, que registrou uma patente em 1937. Um dia, enquanto Spencer estava perto de um conjunto de radar ativo, ele percebeu que uma barra de chocolate em seu bolso tinha derretido e percebeu que as microondas podem ser usadas para cozinhar alimentos. Para testar sua hipótese, ele colocou grãos de pipoca perto do magnetron. Como ele suspeitava, eles começaram a estourar. Em seguida, ele cortou um buraco na lateral de uma chaleira e colocou um ovo antes de direcionar as microondas através do buraco. Funcionou novamente, exceto que o ovo explodiu, respingando no rosto de um colega cético que estava espiando dentro da chaleira na hora errada.

Seguindo esses experimentos simples, Spencer logo percebeu que uma caixa de metal retangular seria uma cavidade ressonante fina para cozinhar. Reconhecendo o potencial comercial, a Raytheon registrou uma patente para um processo de cozimento em microondas em 8 de outubro de 1945, e o Radarange chegou ao mercado em 1946.

A invenção não pegou no início, prejudicada pelo medo público da radiação de microondas e pelo custo e tamanho absolutos. Esses fornos de micro-ondas eram enormes, com quase dois metros de altura e mais de 750 libras, e custavam US $ 5.000 - o equivalente a mais de US $ 50.000 na moeda atual. O primeiro modelo doméstico de bancada foi colocado à venda na década de 1950 por um preço mais acessível de US $ 495 e, em 1997, 90% dos lares norte-americanos possuíam um forno de micro-ondas.

Spencer morreu em 1970, nunca tendo ganho mais por seu microondas do que o bônus de US $ 2 que a Raytheon normalmente concedia aos funcionários por suas invenções patenteadas, embora todos dissessem que ele acumulou 300 patentes durante sua carreira lá. Mas ele colheu muito reconhecimento, incluindo um doutorado honorário da Universidade de Massachusetts e um edifício Raytheon nomeado em sua homenagem. Acima de tudo, Vannevar Bush disse que Spencer “conquistou o respeito de todos os físicos do país, não apenas por sua engenhosidade, mas pelo que aprendeu sobre física ao absorvê-la pela pele”.

Leitura adicional:

Scott, Otto J. A Provação Criativa: A História da Raytheon. Atheneum, 1974.

© 1995 - 2021, AMERICAN PHYSICAL SOCIETY
A APS incentiva a redistribuição dos materiais incluídos neste jornal, desde que a atribuição da fonte seja anotada e os materiais não sejam truncados ou alterados.

Editor: David Voss
Redatora de ciência da equipe: Emily Conover
Correspondente contribuinte: Alaina G. Levine
Diretor de arte e gerente de publicações especiais: Kerry G. Johnson
Designer de publicação e produção: Nancy Bennett-Karasik


8 de outubro de 1943 - História

HISTÓRIA E EVENTOS SIGNIFICATIVOS
& # 1692001 Tim Vasquez

Muito disso não teria sido possível sem a detalhada História pictórica anotada da Base Aérea de Clark (1899-1986), de David L. Rosmer. Eu o recomendo fortemente para pesquisadores e historiadores. O crédito também vai para Lauren Sobkoviak, Mike Ward, Beau E Gros e numerosas fontes impressas e na Internet, que infelizmente são muitas e às vezes muito obscuras para listar aqui.

Clark recebe o nome do Maj. Harold M. Clark, do Corpo de Sinalização do Exército dos EUA. Nascido em Minnesota e criado em Manila, ele foi o primeiro americano a voar no Havaí. Clark morreu em 2 de maio de 1919 em um acidente de hidroavião no Panamá e agora está enterrado no Cemitério Nacional de Arlington. O Fort Stotsenberg recebeu o nome do Coronel John M. Stotsenberg, que morreu em 23 de abril de 1899 em uma batalha na província de Bulacan, e também está enterrado no Cemitério Nacional de Arlington.

1898
A Espanha cede as Filipinas aos EUA no Tratado de Paris por US $ 20 milhões. Os revolucionários filipinos voltam suas hostilidades para as forças coloniais americanas.

1899
Sobre 6 de fevereiro o Senado dos EUA votou para anexar as Filipinas. Os americanos lutaram com forças fragmentadas das Filipinas na Batalha de Angeles, que começou em 13 de agosto. Isso levou à sua presença permanente na área de Talizundoc na cidade de Angeles (o que agora é o barangay Lourdes Sur), a fim de estabelecer o controle sobre as planícies centrais de Luzon. Hostilidades geralmente terminam 5 de novembro.

1902
O Exército dos EUA estuda realocar seu posto da cidade de Angeles para uma planície fértil no que mais tarde foi a Base Aérea de Clark, que supostamente tinha grama melhor para seus cavalos.

1903
O presidente Roosevelt assina uma ordem executiva em dia 1 de Setembro estabelecendo 7700 acres como Fort Stotsenberg, com Camp Wallace e Camp John Hay sendo estabelecidos em novembro. Fort Stotsenberg foi centrado no que foi o terreno de desfile de Clark nos anos modernos.

1906
O primeiro poste de bandeira em Fort Stotsenberg é comissionado em 16 de setembro perto da moderna sede de 13 AF.

1908
Uma ordem executiva expande Fort Stotsenberg de 7.700 para 156.204 acres, cobrindo grande parte de Clark dos dias modernos e a região montanhosa ao norte.

1912
No marchar O tenente Frank Lahm dirige a Escola Aérea das Filipinas no Forte Stotsenberg com uma aeronave. São construídos os primeiros edifícios de concreto (os modernos 13 quartéis-generais do AF) e um ginásio.

1917
Cinco hangares de aeronaves são construídos no que era o motorpool nos tempos modernos.

1918
A primeira escola dependente, Leonard Wood School, é aberta em Clark.

1919
A construção de uma pequena pista começou ao longo do que nos tempos modernos era a Rodovia Dyess, à medida que ela passava pela linha de vôo. O campo de aviação foi oficialmente designado como Clark Field. Três hangares adicionais foram construídos. No setembro uma série de dormitórios de tendas foi construída, e em novembro o 3º Esquadrão Aéreo foi formado, dando origem ao popular "3" que marcaria muitas organizações na Clark nos anos posteriores (3 TFW, etc). O primeiro avião a chegar foi um DeHavilland DH-4.

1920
O primeiro dormitório alistado permanente é construído.

1925
A segunda escola dependente, Worchester School, é aberta em 8 de novembro.

1941
Os japoneses lançam um ataque à Base Aérea de Clark em 8 de dezembro, destruindo dezenas de aeronaves. Clark foi evacuado em 24 de dezembro.

1942
Sobre 9 de abril As forças americanas caíram sobre Bataan e Corregidor, levando alguns dias depois à brutal Marcha da Morte de Bataan de Bataan a San Fernando (cerca de 20 milhas a sudeste de Clark). As forças japonesas mantêm a posse de Clark Field.

1944
As forças americanas iniciam ataques aéreos contra a ocupação japonesa em Clark em Outubro, continuando por quatro meses e danificando mais de 1.500 aviões japoneses.

1945
Sobre 31 de janeiro, As forças americanas recuperaram a posse de Clark Field após três anos de controle japonês. No entanto, alguns soldados japoneses ainda resistiram nas montanhas próximas e às vezes se esgueiravam para a base à noite para sabotar os aviões americanos.

1946
A 13ª Força Aérea é transferida para Clark em Janeiro, exceto por um breve período entre Maio de 1946 e Agosto de 1947 quando foi em Fort William McKinley em Luzon. As Filipinas receberam independência em 4 de julho. Grandes melhorias estavam em andamento, incluindo uma nova capela, campo de golfe, o NCO (Top 3) Club e muito mais.

1947
Os EUA e as Filipinas assinam o Acordo de Bases Militares sobre 14 de março que garantiu a posse americana de bases americanas nas Filipinas por 99 anos. A Clark Field Dependents School foi inaugurada 7 de julho.

1948
Sobre 15 de abril o primeiro presidente filipino, Manuel A. Roxas, morreu de ataque cardíaco depois de falar no antigo Kelly Theatre.

1949
No Poderia as instalações de Fort Stotsenberg e Clark Field foram transferidas para a Força Aérea dos Estados Unidos e, a partir de então, toda a base passou a ser conhecida como Base Aérea de Clark. A Força Aérea decidiu consolidar todos os seus cemitérios, incluindo o do campo de golfe dos dias modernos, e transferiu-os para o local atual perto do portão principal. A Silver Wing foi construída este ano.

1950
A primeira escola, [Original] Wurtsmith School, é inaugurada em agosto no prédio 3100 perto do que era o moderno complexo CG de 1961 (perto de Vendas de automóveis).

1951
Sobre 30 de agosto é assinado o Tratado de Defesa Mútua das Filipinas-Estados Unidos, que ainda está em vigor hoje.

1953
O novo Kelly Theatre foi inaugurado.

1954
O Airmen's Club (Lower 4 Club, ou Coconut Grove) foi inaugurado, bem como a nova agência dos correios perto do atual BX.

1955
Um incêndio em Lily Hill revela os restos de dois aviões japoneses. O estádio Bamboo Bowl é construído, enquanto a antiga capela na área do hospital é demolida em Poderia.

1956
O vice-presidente dos EUA, Nixon, visita as Filipinas e reconhece formalmente a soberania filipina sobre as bases americanas no país. No entanto, os EUA continuaram a reter o controle por quase mais 23 anos.

1960
A construção do novo Centro Médico Regional foi iniciada e inaugurada quatro anos depois.

1961
No abril Abertura da Wagner High School.

1964
Clark entrou no esforço da Guerra do Vietnã em marchar enquanto os petroleiros KC-135 saíam de Clark e reabasteciam os caças a caminho do Laos. Sobre 11 de maio, um C-135B (serial 61-0332 do 1501 ATW, 44 ATS, Travis AFB) carregando uma banda da Força Aérea do Havaí caiu sob forte chuva a 1.500 pés da pista 02 de Clark, matando 79 (incluindo 1 americano no solo em um táxi). O Centro Médico Regional com 200 leitos foi inaugurado abril, custando apenas US $ 4,5 milhões.

1966
O grande edifício Chambers Hall de 6 andares, contendo mais de 300 quartos para solteiros e oficiais temporários, foi inaugurado. O acordo Rusk-Ramos assinado em 16 de setembro revisou o Acordo de Bases Militares de 1947 para expirar em 25 anos: 1991, uma sinistra coincidência.

1967
No agosto É inaugurada a Grissom Elementary School (conhecida como Wurtsmith Hill School até 14 de novembro de 1968).

1968
Ataques noturnos contra militares americanos levaram Clark e Angeles a serem colocados em toque de recolher em agosto. As demonstrações explodiram a um ponto de ebulição em 4 de outubro. O novo prédio de Operações de Base foi inaugurado.

1970
Wurtsmith Elementary School é inaugurada em agosto, eventualmente sendo o lar de mais de 1100 alunos a qualquer momento.

1971
Funcionários filipinos entraram em greve 03 de março pela primeira vez. A paralisação durou três dias, e outra greve se seguiu em 25 de julho, desta vez com duração de 15 dias. Isso foi em uma época em que o sentimento antiamericano estava no auge.

1972
O presidente Ferdinand Marcos declarou lei marcial, que também agiu para suspender as eleições. A lei marcial permaneceu em vigor até 1981. A primeira aeronave C-9A de Clark chegou em fevereiro. Lily Hill Middle School foi inaugurada 18 de setembro.

1973
O primeiro grupo de prisioneiros de guerra do Vietnã chega 12 de fevereiro, com um segundo grupo seguindo 18 de fevereiro.

1974
A MacArthur Elementary School é inaugurada em agosto. Sobre 28 de novembro O tufão Irma (não deve ser confundido com a tempestade de mesmo nome de 1981) atingiu, com ventos em Clark marcados a 83 kt (95 mph) de noroeste às 13h, e uma pressão medida em 979 mb (28,91 ") em 15h. Este foi o tufão mais forte a atingir Clark.

1975
Clark serve como ponto de partida para os vietnamitas que fogem da invasão norte-vietnamita. O primeiro avião, consistindo de órfãos, chegou 5 de abril. Cerca de 2.000 refugiados de uma vez foram alojados em uma cidade de barracas no Bamboo Bowl durante abril e Poderia. Um total de 30.082 refugiados e 1.565 órfãos foram processados ​​por meio da Clark.

1977
Na noite de 21 de maio à 1h35, um terremoto de magnitude leve de 5,7 atingiu o nordeste de Clark e foi sentido por muitos.

1978
O tufão Rita atingiu Clark durante as primeiras horas de 27 de outubro, trazendo ventos de 58 kt (67 mph), mas causando poucos danos. Sobre 25 de dezembro centenas de políticos se reuniram contra Marcos em uma declaração cuidadosamente escrita visando remover a presença militar americana nas Filipinas.

1979
Um Acordo de Bases Militares revisado de 1947 foi ratificado em 7 de janeiro e executado na Base Aérea de Clark 16 de fevereiro para transferir o comando e a segurança de Clark e outras bases americanas para o governo filipino. O tamanho da reserva Clark foi reduzido de 156.204 acres para 131.000 acres, com a própria base permanecendo em 9155 acres. Sobre 25 de março, Ocorreu a terceira grande greve trabalhista de Clark.

1980
Sobre 31 de março um terremoto de magnitude 6,3 atingiu cerca de 80 milhas a nordeste de Clark às 20:41, mas foi claramente sentido na base. No Outubro Flying Tigers estabeleceu o primeiro serviço de contrato de 747 programado de / para Clark, substituindo o serviço Flying Tigers e Trans International DC-8. Isso continuou por cerca de uma década até que o Hawaiian Air L-1011 conseguiu o contrato.

1981
Sobre 17 de janeiro O presidente Marcos "removeu" a lei marcial, embora isso tenha surtido pouco efeito, pois seus oponentes políticos ainda permaneciam no exílio. No final do ano, a televisão FEN mudou de canal de 8 para 17 (?). A construção do novo comissário começou no final do ano, mas levaria alguns anos para ser inaugurado. Sobre 24 de novembro O tufão Irma (não confundir com a tempestade de mesmo nome de 1974) atingiu Clark, trazendo rajadas de vento a 80 km / h em Clark e causando danos menores (principalmente galhos de árvores derrubados).

1983
Sobre 21 de agosto, Ninoy Aquino, um dos adversários políticos do presidente Marcos, voltou de dez anos de exílio e foi baleado ao chegar a Manila, precipitando o colapso gradual do governo Marcos e da economia. O Acordo de Bases Militares foi revisado ainda mais em 1983. Início 3 de outubro, funcionários sindicalizados filipinos entraram em greve de quatro dias por causa de questões salariais. Sobre 31 de dezembro, a programação de televisão ao vivo da nova rede de satélite AFRTS começou em Clark.

1984
Sobre 12 de março, os EUA tiveram permissão para começar a hastear sua bandeira no cemitério de base. Sobre 29 de março um novo Centro Juvenil foi aberto dentro do Kelly Theatre original. No abril o maior comissário da Força Aérea aberto entre os Correios e NCO Open Mess. Foi concluído a um custo de US $ 6,2 milhões. No Junho a Escola Wurtsmith Original (não a nova) foi demolida. No Outubro Um helicóptero HH-53C caiu sob forte chuva durante um exercício de treinamento noturno perto da base, matando todos os ocupantes.

1985
No marchar foi inaugurado o novo Centro de Apoio à Família. Na noite de 23 de abril um terremoto de magnitude 6,3 atingiu o nordeste de Clark às 12h15. A inauguração do novo Golf Club House ocorreu em agosto no topo do que já foi o antigo cemitério de Fort Stotsenberg.

1986
Sobre 1 de janeiro o antigo NCO (Top Hat ou Top 3) Club perto de sua localização em Lily Hill mudou-se para um novo local perto de Silver Wing. Sobre 25 de fevereiro depois de protestos massivos sobre uma eleição fraudada, o presidente Marcos é forçado a deixar o cargo. Helicópteros do 31 ARRS de Clark o pegaram em seu palácio presidencial e o levaram para Clark, onde ele foi transferido para um C-9A e voou para o Havaí. Sobre 22 de Março às 21h, funcionários civis entraram em greve, formando grandes piquetes do lado de fora dos portões principais de todas as bases americanas nas Filipinas. Por fim, os atacantes bloquearam os portões de Clark em 25 de março, impedindo qualquer pessoa de entrar ou sair da base, exceto aqueles que eram engenhosos o suficiente para se esgueirar pelas cercas da base. O comandante do 3 CSG colocou os bares de Angeles fora dos limites para os militares, que colocaram os grevistas contra os comerciantes locais. Finalmente, após uma briga entre grevistas e comerciantes, a greve foi interrompida às 16h30 no dia 30 de março. Sobre 31 de maio o antigo Clark AB Officers Open Mess (CABOOM) foi fechado para demolição e reconstrução, mudando temporariamente para o antigo NCO (Cartola). Sobre 16 de setembro o novo governo nacionalista rejeitou a extensão do Acordo de Bases Militares. Sobre 29 de dezembro às 23h49, um terremoto de magnitude leve de 6,0 atingiu a costa oeste de Clark.

1987
Sobre 25 de abril às 20h16, um forte terremoto de magnitude 6,5 atingiu o norte de Clark. Sobre 28 de outubro three servicemen were killed in simultaneous attacks near Clark AB by teams of the New People's Army (NPA) brandishing .45 caliber pistols. The NPA is the strongarm of the Philippine communist party.

1988
On the evening of October 25 Typhoon Ruby brought 46 kt (53 mph) winds to Clark AB and 69 kt (79 mph) winds to Subic Bay, making it the strongest storm at Clark since Rita in 1978.

1989
Sobre 26 de setembro shortly before Vice President Quayle's visit to Clark, NPA terrorists killed Ford Aerospace employees William Thompson and Donald Buchner at a roadblock near Camp O'Donnell. Terrorist tension reached a climax in dezembro.

1990
Clark's worst earthquake occurred at at 3:26 pm on 16 de julho. It registered magnitude 7.6 and was centered about 80 miles northeast of the base. Baguio was devastated, with over 2000 killed and a million homeless.

1991
No abril pilots reported seeing smoke emanating from Mount Pinatubo, and by Junho it was clear that a major volcanic eruption was imminent. Evacuation of Clark AB began on 10 de junho. The first "big" eruption hit June 12. Sobre June 14, the base was drenched in a sea of ash, and the biggest eruption followed at 5:55 am on 15 de junho just as Typhoon Yunya was making its approach. The Philippine Senate rejected an extension of the Military Bases Agreement, and it expired on 16 de setembro. The U.S. Air Force formally transferred Clark in its entirety to the Philippines on November 26, ending its century-long presence in the region.

1992
The U.S. Navy withdrew the last of its forces from Subic Bay on October 1.

1993
Sobre 3 de abril President Fidel Ramos approved the Clark Special Economic Zone and established the Clark Development Corporation.

1995
The Clark International Airport Corporation was established to manage the airfield facilities.

1996
Limited air service from Clark to Hong Kong began.

1997
The last U.S. forces leave the Philippines on November 24.


1899: A U.S. Army field artillery unit at its Angeles City post.


1919: 3 Aero Squadron logo made of rocks and the "main drag" along the enlisted housing tents.


1937: Looking west on Fort Stotsenberg, nestled around the parade ground.


1944: Clark pilots during World War II consisted essentially of the Japanese Imperial forces. Here Clark's Japanese Air Forces commander addresses a group of pilots.


1945: Hangared Japanese planes at Clark began suffering heavily at the hands of American bomber attacks toward the later years of WWII.


1952: Clark's first major BX was in this star-shaped building. It became the Arcade while the new modern BX was built in the 1960s. Looking south along Leary Avenue toward the accompanied airmen housing area.


1954: Pilots and ground crew race to their F-86 during a practice alert at Clark.


1965: The trailer park near the Silver Wing was established in the 1960s to house a surge of transient personnel during the Vietnam War.


1970: A new elementary school opens in the Hill Housing Area: the new Wurtsmith Memorial Elementary School.


1973: A C-141 arrives at Clark from Hanoi with POWs during Operation Homecoming.


1979: A sight familiar to many -- Clark's main gate at Angeles City.


1979: The year 1979 was a pivotal point in Clark's history as the Philippine government began assuming administration of the base.


1984: The largest commissary in the Air Force opens at Clark after over two years of construction plagued with delays.


1986: A weeklong strike at Clark's main gate severely crippled base activities.


A Visual History of Air Force One

Air Force One isn't a specific plane, it's the air traffic control designation given to any Air Force aircraft with the President of the United States on board. The designation was first used when an Eastern Airlines commercial flight entered the same airspace as a plane carrying President Eisenhower, and both planes had the same call sign. Air Force One has been the designation for the president ever since, but the history of presidents on planes goes back a lot further than that.

Primeiro voo

Theodore Roosevelt (who else?) was the first president to fly in an aircraft. Or ex-president, rather. Roosevelt had already left office by the time he took to the skies in this Wright Flier&mdashthe very first heavier-than-air powered aircraft&mdashon October 11, 1910. Archibald Hoxsey, who worked for the Wright brothers, had the honor of piloting the former president.

The President Needs a Plane

The Douglas Dolphin was the first aircraft specifically designated as a transport for the president. One of these amphibious planes was modified for President Franklin D. Roosevelt and designated RD-2 by the U.S. Navy. It remained at the ready from 1933 to 1939, though there is no evidence FDR actually flew in the plane.

FDR Goes to Europe

Still, Franklin Delano Roosevelt was the first sitting president to fly. In 1943, a Boeing 314 Clipper flying boat named the Dixie Clipper carried him 5,500 miles in three legs to attend the Casablanca Conference where he met with Winston Churchill and Charles de Gaulle to discuss the next phase of World War II.

Air travel was the preferred method of transatlantic transportation due to the ongoing threat of German submarines during the Battle of the Atlantic. It was at the Casablanca Conference that the Allies declared they would accept nothing less than the unconditional surrender of the Axis powers.

The Sacred Cow

Toward the end of the War, the Secret Service outfitted a C-54 Skymaster for transporting the ailing FDR. Nicknamed the Vaca sagrada, the C-54 had a radio telephone, a sleeping area, and even a retractable lift to hoist Roosevelt and his wheelchair into the plane. President Roosevelt flew on the modified aircraft only once before his death. o Vaca sagrada transported him to the Yalta Conference in February 1945.

The Independence

Harry S. Truman flew aboard the Vaca sagrada after Roosevelt's death in April 1945&mdashhe was on the plane when he signed the National Security Act of 1947, which established the office of Secretary of Defense and created the U.S. Air Force as a distinct branch of the military (it was formerly the U.S. Army Air Forces).

Later that year, Truman replaced the Vaca sagrada with a C-118 Liftmaster he named Independência after his hometown in Missouri. This was the first presidential transport aircraft with a unique exterior&mdashthe nose of the aircraft was painted with a bald eagle's head.

Força Aérea Um

In 1953, Eastern Airlines commercial flight 8610 flew into the same airspace as a plane carrying President Dwight D. Eisenhower with the call sign Air Force 8610. To avoid future confusion, the Air Force established the unique air traffic control designation "Air Force One" for any aircraft carrying the President of the United States.

President Eisenhower introduced four propeller-driven aircraft to serve as presidential transports: two Lockheed C-121 Constellations nicknamed Columbine II and III, and two Aero Commander aircraft, the smallest planes to ever serve as Air Force One. The first official flight of Air Force One carried President Eisenhower in 1959.

The First Presidential Jet

Toward the end of the Eisenhower Administration, the Air Force decided that prop planes were just not going to cut it for the president anymore. Air Force One would henceforth be a jet aircraft. SAM (Special Air Missions) 970, a Boeing 707, replaced President Eisenhower's C-121 Constellations in 1959. SAM 971 and 972 were added to the fleet shortly after.

A Boeing 707-120 with modified interior and communications equipment, called VC-137, took Eisenhower on his 22,000-mile "Flight to Peace" goodwill tour when he visited 11 Asian nations over the course of 19 days in December 1959. The jet made the trip in half the time that the Columbine aircraft would have.

SAM 26000 and 27000

John F. Kennedy traveled in SAM 970, 971 and 972 on multiple occasions, but in October 1962, the U.S. Air Force purchased a long-range 707, the Boeing C-137 Stratoliner, to become the new presidential transport aircraft: SAM 26000. President Kennedy famously had the red and gold livery of the plane changed because he thought it looked too regal. The plane used a more modest polished aluminum design with blue and white instead, and aircraft designated for presidential use have mimicked the look ever since.

The most famous moment aboard SAM 26000 was Lyndon B. Johnson taking the oath of office after the assassination of President Kennedy, an event captured in this iconic photo.

President Johnson used the plane for a trip to South Vietnam during the war, and President Nixon flew on SAM 26000 during his historic trip to China in 1972&mdashthe first time a U.S. president ever visited the People's Republic. SAM 26000 stayed in service until the Clinton administration, though the plane was replaced as the primary presidential aircraft by another VC-137, SAM 27000, in 1972 during the Nixon administration.

In 1974, when Air Force One was flying President Nixon into Syria, two Syrian MiG fighter jets flew up to act as escorts. However, no one informed the pilot of Air Force One, and he immediately took evasive maneuvers including a dive that sent staffers on the aircraft sprawling. The U.S. Air Force alerted the pilot of Air Force One that the MiGs were escorts and not hostile interceptors shortly after the encounter.

Nixon boarded SAM 27000 shortly after resigning the presidency. The pilot of the aircraft at the time, Colonel Ralph Albertazzie, was forced to contact air traffic control to report that the call sign for the plane had changed from Air Force One to SAM 27000, as Gerald Ford was sworn in as president with Nixon still in flight. De acordo com New York Times, Albertazzie radioed in while flying over Jefferson County, Missouri: "Kansas City, this was Air Force One. Will you change our call sign to SAM 27000?" Air traffic control responded: "Roger, SAM 27000. Good luck to the president."

SAM 27000 flew every subsequent President of the United States except for Barack Obama. On August 29, 2001, it flew George W. Bush from San Antonio to Waco, Texas, for its final flight.

Executive One, Marine One, Army One and Navy One

The aircraft carrying the United States President isn't sempre referred to as Air Force One&mdashspecifically when it is not an aircraft operated by the Air Force. President Nixon is the only president to have flown on Executive One, the designation for a regularly scheduled civilian flight that has a sitting president on board. Nixon and his family flew on a United Airlines DC-10 from Washington Dulles International Airport to Los Angeles International Airport in December 1973 to "set an example for the rest of the nation during the current energy crisis," according to the administration.

Other branches of the armed forces get to transport the president from time to time as well. Helicopters operated by the U.S. Marine Corps receive the designation Marine One when they carry the POTUS. The Army assisted with helicopter transport for the president prior to 1976, using the rarely seen designation Army One. A Bell UH-13J Sioux was the first helicopter used to transport a sitting president when it flew President Eisenhower to his summer home in Pennsylvania in 1957.

The Navy first had the honor of flying the president, and of using the call sign Navy One, in May 2003. An S-3B Viking operated by the "Blue Wolves" of the VS-35 carrier squadron flew President George W. Bush to the aircraft carrier USS Abraham Lincoln off the coast of California, making him the first president to land on an aircraft carrier in a plane, requiring an arrested landing.

In a unique operation carried out in March 2000, President Clinton flew to Pakistan aboard an unmarked Gulfstream III that was not designated Air Force One. A C-17 Globemaster III used the call sign Air Force One, without the president on board, as it flew the same route a few minutes behind the Gulfstream III to act as a decoy.

Boeing 747

The Air Force decided the president needed new planes to replace the aging 707s during the Reagan Administration, though the pair of 747s that replaced SAM 26000 and 27000 were not ready for service until George H. W. Bush took office. Production of the first Boeing 747-200B to serve as Air Force One was delayed so additional work could be done to protect the aircraft from the effects of an electromagnetic pule (EMP), either from a nuclear blast or as a direct attack on the plane's electronics.

The VC-25s&mdashtwo 747s modified by the military for presidential transport&mdashcontain secure telephone and computer communications systems so the president can continue to conduct operations while in flight. The aircraft also have an office for the president, a conference room, and private quarters for the president and the first lady.

Immediately after the attacks of 9/11, George W. Bush boarded SAM 28000 and took off from Sarasota-Bradenton International Airport in Florida. An airliner neared Air Force One shortly after takeoff and ominously failed to respond to air traffic control's attempts to radio the plane (it turns out the plane's transponder was mistakenly switched off). Colonel Mark Tillman, the senior pilot of Air Force One at the time, took no chances and flew his aircraft over the Gulf of Mexico, requesting "fighters on the wing." The airliner did not follow Air Force One.

The two VC-25s remain the primary aircraft for presidential transport to this day.


Dow Jones History Chart from 1941 to 1960:

Dow Jones industrial average (Djia) graph from 1941 to 1960 shows, Dow Jones chart shows 2 strong bull market and moderate bull market. First,bull market Dow Jones index gained 128 percent and Second, bull market Dow jones index gained 354.74 percent.

Even though this 20 years are characterized by Korean War, Chinese civil war, cold war, Dow Jones climbed up almost 500 percent.

Data source:Yahoo Finance

1.Bull market from 1942 to 1946 :Dow jones chart show its first strong bull market from 1942 to 1946. This bull market was 1492 days old that makes it one of the longest bull market in Dow jones’s history. During this period Dow Jones industrial average made 128 percent bullish upward start from 92.7 point.

2.Bull market from 1949 to august 1956: Bull market from 1949 to 56 is 2nd largest bull market of US stock market history. During this period, Dow Jones industrial average chart moved 160 to 524 points. That was over 200 percent move during this period.

3.Cross 500 points March 1956: Dow Jones index achieved a milestone by crossing historic 500 points in March 1956 and closed above that point.

4.Highest point: Dow Jones reached its peak point 688.2 in January 1960 among this two decades duration.

5.Bull market 1958-59: Dow Jones chart moved 63 percent during the 3 rd bull market and market moved from 416 to 679 point during this phrase.


Current Events October 31, 1943

The Japanese are | withdrawing before allied invaders of Treasury island, the high command announced Sunday, Treasury (Mono) has-only about 300 Japanese on it, and these began fleeing as', soon as the American and New Zealand ,amphibious troops landed there .Wednesday.

The Salt Lake City Tribune
Salt Lake City, Utah, Sunday Morning, October 31, 1943
Russ Open Siege of the Crimea

Sweeping Drive
Seals Nazis'
Escape Route

Capture of Geniehesk Carries Reds
To Northern Border Tip
Race 22 Miles, Seize 150 Towns

•*•-*• Russia (Official)—By Associated Press
LONDON, Oct. 30—
Russian troops sweeping across th« Nogaisk steppe reached the edge of the Crimea at its northeastern
entrance Saturday and simultaneously raced to within 22 miles of its northwestern door at Perekop, the last escape route for the large German Crimean forces.
In one of the most spectacular drives of the war the Russians thus were ready to seal off the great peninsula and within a. matter of hours lay siege to the. hundreds of thousands of Germans estimated to be still quartered there.
The battle of the Crimea was. sobre. he northaastern entrance to the Crimea was reached with the capture of Gcnichesk, while northwestward a second column striking directly toward Perekop captured
the. town of Askanlya Nova., traly 22 miles away.
The Russians advanced up to 22 miles in their' day's drive and swept up a total of :50 more tovma on the desert steppe as they prepared to choke off the Crimea at its this, vulnerable neck.
Sealing-, off the peninsula, with hundreds of thousands of Germans caught in the trap appeared to be only a matter of hours as German resistance broke.
56 Miles in Week
To take Genlchesk th« Russians had advanced 56 miles in exactly a week from, the capture of Melitopol
and reached the shores of the Sivash or "Putrid" sea. formed by a thin bar of land cutting off the eastern shore of the Crimea from the Sea of Azav.
While General

Fifth Army Jumps Barrier
in Drive
on Italy Line
*»-»• Allies (Official)
Exclusive New York Times-Salt Lake Tribune
By Milton Bracker

ALLIED HEADQUARTERS, Algiers, Oct. 30 —
General Mark Clark's combined Fifth army has hurdled the stubborn barrier of the Regia canal and occupied Mondragone, while further inland other allied units have overwhelmed Pietremelara' and swept to Pietravairano, which dominates the vital Vairano road junction three miles west.

Vairano is also threatened by British-American troops moving up from the south and are now within two miles of the city, while Ailano and Tano remain just beyond the invaders' grasp. Meanwhile, on the Eighth
army .front, General Bernard Montgomery's British -..Canadian troops took Montremitro ' and probed German defenses with aggressive patrol actions, while rain, which continued to hamper the ground forces, did not prevent a large 'force of United States Flying Fortresses from surging far north in Italy to raid railroad yards at Genoa for the first time from this theater. .

.This most important Italian port has been attacked often by the United States Eighth air force from England, but never before from the Mediterranean.
Tactical bombers were also able to,operate in close support of ground troops to a greater extent than had been' possible for several, days. O. Fifth army's seizure of Mondragone found the little town near the site of ancient Sinuessa, which the Saracens razed in the tenth century, literally a deserted village.
Although Mondragone had been regarded as the coastal anchor of the transpeninsular German front extending toward Via Venafro, it developed that werhmacht units holding Mondragone were only engaged in the final stage of a rearguard action and the enemy apparently never planned a serious stand in the town itself.

Japs Flee as Allies
Land on Island
By Associated Press
ALLIED HEADQUARTERS IN
THE SOUTHWEST, PACIFIC,
Sunday, Oct. 31—
The Japanese are | withdrawing before allied invaders of Treasury island, the high comrnand announced'Sunday, Treasury (Mono) has-only about 300 Japanese on it, and these beganfleeing as', soon as the American and New Zealand ,amphibious troops landed there .Wednesday.
Sunday's communique also announcedthe sinking by allied planes of a troop-laden-vessel, off Buka on northern Bougainville. That is on the opposite side of the base from the .allied invasion scenes at Treasury and Choiseul.
The hard hit Japanesp air force put in a belated appearance, sending dive bombers against the Treasury invaders.. .Twelve of the planes were shot down. Eleven small -Japanese boats were strafed off Choiseul, the island southeast of Bougainville where sea-borne paratroops landed Thursday.


What&rsquos So Special About the 1943 Copper Penny?

According to the American Numismatic Association, the 1943 copper–alloy cent is one of the most idealized and potentially one of the most sought–after items in American numismatics. Nearly all circulating pennies at that time were struck in zinc–coated steel because copper and nickel were needed for the Allied war effort.

Approximately 40 1943 copper–alloy cents are known to remain in existence. Coin experts speculate that they were struck by accident when copper–alloy 1–cent blanks remained in the press hopper when production began on the new steel pennies.

A 1943 copper cent was first offered for sale in 1958, bringing more than $40,000. A subsequent piece sold for $10,000 at an ANA convention in 1981. The highest amount paid for a 1943 copper cent was $82,500 in 1996.

Because of its collector value, the 1943 copper cent has been counterfeited by coating steel cents with copper or by altering the dates of 1945, 1948, and 1949 pennies.

The easiest way to determine if a 1943 cent is made of steel, and not copper, is to use a magnet. If it sticks to the magnet, it is not copper. If it does not stick, the coin might be of copper and should be authenticated by an expert.

To find out about coin experts in your area, you may call the American Numismatic Association at (719) 632–2646.

  • For information about the United States Mint, please visit the About page. to United States Mint electronic product notifications, news releases, and public statements.
  • Sign up for RSS Feeds from the United States Mint and follow us on Facebook, Twitter, and Pinterest.

United States Mint – Connecting America through Coins


Assista o vídeo: 12 de setembro de 1943 - Comando nazista liberta Mussolini de prisão na Itália - Hoje na História